Porto Alegre tem maior taxa de pessoas com pressão alta do país. Segundo uma pesquisa realizada pela Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico

Porto Alegre tem maior taxa de pessoas com pressão alta do país

Porto Alegre tem maior taxa de pessoas com pressão alta do país. Segundo uma pesquisa realizada pela Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), 24,8% da população brasileira adulta tem pressão alta. A maioria dos casos são mulheres (26,8%), enquanto os homens são 22,5% dos registros. Metade da população de idosos tem hipertensão.

Entre as capitais do Brasil, Porto Alegre (RS) indicou maior número de pessoas com hipertensão sendo 29,5% e Palmas (TO) com o menor número de casos. A pesquisa indica que a quantidade de hipertensos aumenta com o avanço da idade e com a diminuição da escolaridade. A hipertensão responde por 72% dos casos de mortes da população brasileira, segundo a diretora do Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde.

Os fatores de riscos dessa doença, incluem o tabaco, o consumo de bebidas alcoólicas, alto consumo de sal, carnes com gordura e de açúcar em excesso. Sobre o consumo de sal em excesso apenas 2,3% das pessoas entrevistadas na pesquisa admitem ter o consumo muito alto. Já 13, 2% relatam ter consumo alto e 47,9% consideram consumo de sal adequado.

A retirada de sal de alimentos tem um impacto fundamental em relação a pressão alta. Recomenda- se também evitar alimentos processados, priorizando os in natura e ficar atento no modo de preparo das refeições, evitando o excesso de sal e gordura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *